ACARAÚ SEM TERMINAL RODOVIÁRIO, ATÉ QUANDO?

Páginas

quarta-feira, 31 de março de 2010

DEVASTAÇÃO: Comissão aprova visita de técnicos à lagoa do município de Acaraú


A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento do Semiárido da Assembleia Legislativa aprovou, em reunião ordinária realizada na manhã desta quarta-feira (31/03), o envio de técnicos da Casa à Lagoa dos Espinhos, mais conhecida como “Pinguela” e localizada no distrito de Aranaú, no município de Acaraú, zona Norte do Estado.

Segundo o presidente da Comissão, deputado Cirilo Pimenta (PSDB), a visita irá averiguar suposto crime de degradação ambiental na região. Uma denúncia chegou à AL em forma de ofício elaborado por um morador da cidade. O caso já está no Judiciário e a Superintendência Estadual de Meio Ambiente (Semace) também já foi comunicada.

Foram aprovados ainda dois requerimentos solicitando a realização de audiências públicas. Ambos de autoria do tucano. Um dos debates será sobre a estiagem no Ceará. “A situação é preocupante, principalmente em relação aos rebanhos”, pontuou Cirilo.

Outra discussão será sobre o Dia Estadual da Caatinga e envolverá representantes da Semace, Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama) e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). O evento acontecerá dia 28/04. “Uma coisa que deixa a gente preocupado é a desertificação de alguns pontos do Ceará”, sublinhou Pimenta.

SEMANA SANTA: Saiba o que funciona e o que não funciona em Acaraú


Nesta semana santa muitos trabalhadores esperam ansiosos pelos dias de folga para descansar da difícil rotina de trabalho. Em Acaraú, devido ao luto de três dias por conta do falecimento do pároco do município, Monsenhor Edson Magalhães, ás repartições municipais já estão em ponto facultativo desde segunda-feira (29).

Nas instituições de ensino, as aulas seguem somente até esta quarta-feira (31). Já o setor do comércio funciona até as 12h de quinta-feira (01). Os Bancos, Casa Lotérica e Correios funcionam até quinta-feira (02) com expediente normal. Já o Fórum de Justiça só funcionou até esta terça-feira (30), hoje quarta-feira (31) é ponto facultativo.

Todos os setores voltam a funcionar normalmente na segunda-feira (05). Durante o feriado somente alguns Postos de combustível, a Delegacia Regional e o Hospital & Maternidade Dr. Moura Ferreira e alguns setores privados funcionarão.

FISCALIZAÇÃO: Detran revê áreas de proibição de circulação de veículos em praias cearenses


O Detran-CE vai rever as áreas de proibição de circulação de veículos de algumas praias cearenses, conforme o resultado da reunião realizada nesta terça-feira (30).

As praias que terão alguns pontos a serem revistos são as do Icaraí e Cumbuco (Caucaia), Prainha e Presídio (Aquiraz), Morro Branco e Praia das Fontes (Beberibe) e Canoa Quebrada e Majorlândia (Aracati) e Arpoeiras (Acaraú), Jericoacoara (Jijoca de Jericoacoara) e Baleia (Itapipoca). Com base na sugestão dos representantes destes municípios, a equipe de engenharia de trânsito do Órgão fará análise para viabilizar ou reformular as propostas.

Semana Santa

Neste feriado da Semana Santa, agentes do Detran- CE farão a orientação para evitar que haja prejuízo para os operadores de veículos que atuam na área de turismo e de prática esportiva do off road, ao mesmo tempo em que seja garantida a segurança dos banhistas.

Com informações do DETRAN

ICMS: Da Parabólica ao leite mais baratos no Ceará


Parabólicas e leite estão entre os novos produtos a serem desonerados pelo Governo do Ceará, móveis e eletrodomésticos foram confirmados, como já se esperava. Ao todo, como disse o Secretário da Fazenda, Mauro Filho, ontem (30)em Juazeiro do Norte, serão "10 ou 11" produtos e setores beneficiados. A antena parabólica deverá ter uma forte repercussão nas suas vendas, não somente pela redução na alíquota do tributo, mas também pelo fato de que este é um ano de Copa do Mundo, evento que, por si só, alavanca a sua procura. Neste caso, o ICMS cobrado passará de 17% para 7%. Outra desoneração irá para o setor leiteiro. Está entrando muito leite de fora no estado e isso está afetando os produtores do Ceará. Vou fazer um calibre tanto da pauta do leite longa vida como do leite in natura, que também está entrando. Disse o Secretário.

SEGURANÇA: Inaugurada delegacia de Itarema que reforçara o atendimento da delegacia regional de Acaraú



O Governo do Estado inaugura nesta quarta-feira (31), a nova delegacia de Itarema, cidade da Região Norte do Estado e a 21 quilômetros de Acaraú. A solenidade contou com a presença do governador Cid Gomes. e lideres politicos da região como Manoel Duca, o Duquinha, ex-deputado estadual e atual ex-prefeito de Acaraú. A programação aconteceu às 14h30min.
 
O projeto de interiorização da Polícia Civil prevê a construção de 50 novas delegacias. As prioridades são aqueles municípios que não contam com a estrutura de uma unidade da polícia judiciária. A delegacia regional de Acaraú, por exemplo, que atende a 8 municípios da região, inclusive Itarema e Jijoca de Jericoacoara, só contava com delegacia regional em Acaraú em funcionamento na sua circunscrição. Com a iniciativa do Governo Estadual. Além da unidade de Itarema, duas outras, uma em Jijoca de Jericoaocara e outra em Bela Cruz reforçará o atendimento da delegacia regional de Acaraú.

As novas delegacias serão  entregues totalmente equipadas. Contam com mobiliário moderno e funcional, além de equipamentos como microcomputadores, rádios portáteis, circuito fechado de TV. Dois veículos tipo Hilux SRV também serão entregues, sendo um para a Polícia Civil e outro para a Polícia Militar, que passa a atender em um prédio anexo à delegacia. Entre obras, aparelhamento e viaturas, o investimento na delegacia de  Itarema  ficou por volta de R$ 990.000,0 (Novecentos e noventa mil reais).

Serviço:
 
Inauguração da Delegacia de Polícia de Itarema
Data: 31.03.2010 – Hora: 14h30min
Local: Rua Manuel Teófilo da Guia, s/n – Centro

Projeto em números
Delegacias concluídas (17): Parambu, Viçosa do Ceará, Lavras da Mangabeira, Ipueiras, Mauriti, Tamboril, Guaraciaba do Norte, Massapê, Caririaçu, Santana do Acaraú, Trairi, Amontada, Itarema, Pedra Branca, Missão Velha e Pentecoste e Milagres

Delegacias com contrato de serviço assinado (16): Jaguaretama, Icapuí, Cedro, Bela Cruz, Pacujá, Jaguaruana, Alto Santo, Paraipaba, Jijoca de Jericoacoara, Varjota, Assaré, Solonópole, Coreaú, Novo Oriente, Aracoiaba, Aurora

terça-feira, 30 de março de 2010

EDUCAÇÃO: Campus de Acaraú leva educação de qualidade à região do Baixo Acaraú

Disponibilizar educação profissional e tecnológica de qualidade, além de desenvolver pesquisas e projetos de extensão, direcionados à comunidade do litoral Oeste, mais especificamente do Baixo Acaraú. Esses são os principais objetivos do campus do Instituto Federal do Ceará (IFCE), em implantação no município de Acaraú.
 
A nova sede, construída em uma área de 5.839,72 m2,apresenta 65% da construção concluída. As obras contam com um investimento de mais de R$ 3 milhões do governo federal. Entre as instalações físicas da entidade, destacam-se 16 salas de aula, 08 laboratórios (de tecnologia pesqueira e do pescado, de aquicultura, de máquinas e motores, de química, de gastronomia e de informática), blocos de administração, de alojamento e de convivência, biblioteca, auditório, quadra poliesportiva, piscina, cantina, cozinha, guarita de vigilância e estacionamento.
 
O campus de Acaraú é a primeira instituição da expansão da rede profissional de educação profissional e tecnológica no Ceará a oferecer cursos na área marítimo-portuária. Os cursos que estão previstos serem oferecidos inicialmente pelo campus de Acaraú são: técnico subsequente em Aquicultura e em Pesca e Licenciatura em Ciências da Natureza com habilitação em Física. Os cursos, cujos planos curriculares estão sendo concluídos, foram definidos por meio de audiências públicas junto a setores produtivos e representantes da sociedade. O primeiro processo seletivo do campus de Acaraú deverá ocorrer até agosto deste ano e as aulas iniciarão no segundo semestre. 
 
O campus de Acaraú está centrado no desenvolvimento dos arranjos produtivos locais, voltados para a área da pesca e aquicultura. A instituição objetiva a implementação da formação de programas de extensão, de divulgação científica e tecnológica e a valorização da pesquisa aplicada, da produção cultural, do empreendedorismo e do cooperativismo. Descentralizando o ensino da capital, a entidade que tem como intuito garantir a fixação dos estudantes em sua região de origem, apresenta duas extensões: o núcleo avançado de Camocim e o campus avançado de Tianguá.
 
“O campus de Acaraú é uma instituição de ensino profissional marítimo- portuária, compromissada com desenvolvimento social, econômico e cultural da região do Baixo Acaraú, tendo como finalidade atender plenamente todos os requisitos de qualidade necessários para um excelente desenvolvimento de suas atividades educacionais”, defende o coordenador de implantação do campus de Acaraú, prof. Amilton Nogueira de Vasconcelos. 
 
Fonte: AVOL

INVERNO: Funceme registra chuva de 31,3 mm em Acaraú


Mais chuva no Ceará. Nas últimas horas as precipitações aconteceram em 59 municípios, conforme último boletim da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). O maior volume de chuva registrado foi em Santa Quitéria, de 38,6 milímetros.
Choveu forte também em Tamboril (36 mm) e em Acaraú (31,3 mm). Na Capital, foram 9,6 mm de chuva.
Previsão
 
A previsão da Funceme para as próximas 24 horas é de céu parcialmente nublado sobre o Estado e pancadas de chuva pela manhã.
A temperatura deve variar entre 24º (mínima) e 31º (máxima).

Confira AQUI entrevista com o meteorologista Davi Ferran realizada pela jornalista Mila Santos. Ele faz um balanço parcial das chuvas deste mês.

CINTURÃO DAS ÁGUAS: PAC 2 inclui segunda fase do perímetro irrigado do baixo Acaraú


Entre as obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) previstas para o Ceará, o governo do Estado comemora a inclusão da primeira etapa do Cinturão das Águas do Ceará (CAC). O projeto pretende garantir com segurança de 99%, o suprimento de água para 93% da população do Estado.

Vedete

Na primeira fase do programa, os aportes para obras de recursos hídricos foram para o Eixo de Integração Orós-Feiticeiro, e os trechos II, III, IV e V do Castanhão. Para infraestrutura de abastecimento, o Ceará terá obras apenas nas barragens de Fronteiras, no município de Crateús. No PAC 1, a disponibilidade de água ficou por conta de obras nas barragens de Missi, Figueiredo, Taquara e Riacho da Serra, adutora Santa Quitéria e pelo sistema Ibaretama. Para irrigação, estão previstas a da segunda fase em Tabuleiros de Russas e Baixo Acaraú. As primeiras fases deste projetos foram garantidas pelo PAC 1, que também levou recursos para irrigação Araras Norte.

Energia

Outro grande investimento que o Ceará receberá com o PAC 2 será em energia eólica. Dos 71 projetos que receberão recursos federais, 10 estão no Estado (Aratua 1; Areia Branca; Miassaba 3; Morro dos Ventos I, III, IV, VI, IX; Rei dos Ventos 1, 3; Eurus VI; Cabebo Preto; Mangue Seco 1, 2, 3, 5; Mar e Terra; Santa Clara I). Na transmissão de energia elétrica, o Ceará será beneficiado com a interligação das redes Norte-Nordeste e Norte-Sudeste. No PAC 1, o Estado recebeu a transmissão entre os municípios de Milagres-Tauá, Picos-Tauá e a interligação Norte-Nordeste (S.J. Piauí-Milagres). Banabuiú-Mossoró fica terá conclusão após 2010.


Com informações do Jornal Diário do Nordeste

INVESTIMENTO:Região norte do estado ganha mais dois reforços na aréa da saúde

 O governador Cid Gomes assinou ordem de serviço para o início das obras da policlínica e do Centro de Especialidades Odontológicas da microrregião de saúde de Itapipoca.

A policlínica e o CEO de Itapipoca atenderão a população de 265 mil habitantes dos municípios de Amontada, Itapipoca, Miraíma, Trairi, Tururu, Umirim e Uruburetama. Somente na construção da policlínica de Itapipoca o investimento é de R$ 3.292.718,85. Na aquisição de equipamentos, serão investidos mais R$ 3.111.000,00. Tudo com recursos do Tesouro do Estado. Já o CEO será construído com recursos do Tesouro do Estado e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), no total de R$ 1.048.890,13 para as obras e R$ 1.100.000,00 para os equipamentos.

A policlínica de Itapipoca atenderá em 10 especialidades: oftalmologia, otorrino, clínica geral, cardiologia, ginecologia, mastologia, cirurgia geral, gastroenterologia, urologia e traumato-ortopedia, com apoio técnico de enfermagem, farmácia clínica, terapia ocupacional, fisioterapia, fonoaudiologia, nutrição, psicologia, assistência social e ouvidoria. Os serviços de apoio diagnóstico e terapêutico serão radiologia convencional, mamografia, ultrassonografia, endoscopia digestiva, ecocardiografia, ergometria, eletrocardiograma, audiometria e coleta de patologia clínica.

Com 11 consultórios, o CEO de Itapipoca oferece serviços de endodontia, ortodontia, periodontia, cirurgia buco maxilo facial e prótese, além de atender pacientes portadores de necessidades especiais. Está previsto ainda um serviço de radiologia odontológica e laboratório de prótese.

As policlínicas e os CEOs são unidades regionais do Programa de Expansão e Melhoria da Assistência Especializada à Saúde do Estado do Ceará. Do total de 39 obras do programa, sendo 21 policlínicas, 16 CEOs e 2 hospitais regionais), cinco CEOs foram concluídos em Ubajara, Juazeiro do Norte, Baturité, Acaraú e Russas e três estão em construção. Já existem policlínicas regionais sendo construídas em Acaraú, Aracati, Baturité, Brejo Santo, Camocim, Campos Sales, Canindé, Icó, Itapipoca, Pacajus, Russas, Tauá. Como unidades regionais, nas policlínicas está garantida assistência aos moradores de todos os municípios que integram as microrregiões. O Hospital Regional do Cariri, com 209 leitos, ficará pronto no meio deste ano. Em Sobral, o Hospital Regional Norte será o maior de todas as cidades do interior do Nordeste, com 269 leitos.
 
Com Informações do Portal Vermelho

segunda-feira, 29 de março de 2010

MONSENHOR EDSON: Comoção e muita emoção em missa de corpo presente na Igreja Matriz de Acaraú



É grande a comoção em Acaraú por conta do falecimento do pároco do município, Monsenhor José Edson Magalhães, neste momento terminou na igreja matriz, a missa de corpo presente, com a participação intensa e emocionada da população Acarauense.


A igreja matriz continua lotada com a presença de amigos, admiradores, familiares e fiéis que querem dar o seu ultimo adeus ao querido Padre Edson, pároco e filho ilustre de Acaraú.

Sepultamento e Velório 

O Sepultamento do corpo do Mons. José Edson Magalhães, será realizado, amanhã ás 9:00 hs. na Igreja Matriz de Acaraú. Onde o corpo está sendo velado.

ACARAÚ: Decretado três dias de luto oficial



Foi decretado em Acaraú devido à morte do Monsenhor Edson Magalhães, pároco do município,  três dias de luto oficial e ponto facultativo. Repartições públicas municipais, só retornam  normalmente a funcionar na próxima segunda-feira (05/04).

ORKUT: Amigos, admiradores e fiéis criam comunidades para homenagear Monsenhor Edson Magalhães



Acarauenses ainda enlutados pela morte do pároco de Acaraú, Monsenhor Edson Magalhães, hoje por volta das 09h00min horas da manhã enquanto fazia sua caminhada matinal, acharam uma maneira de homenagear a memória do ilustre filho de Acaraú. Criaram comunidades onde o intuito é de celebrar a vida e obra deste Acarauense, um dos grandes ícones de Acaraú.

 Eis os links das comunidades:

http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=100076800



http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=100037561

LUTO: Morre Mosenhor Edson Magalhães, pároco de Acaraú


Faleceu hoje ás 9h10 em Acaraú Mons. José Edson Magalhães. Mons. Edson fazia sua caminhada quando se sentiu mal e desmaiou, foi levado para o hospital aonde já chegou sem vida.

José Edson Magalhães Nasceu em Acaraú em 12 de Outubro de 1931, filho de Joaquim Rodrigues de Oliveira Magalhães e Eulina Alice Magalhães. Sacerdote da Igreja Católica Apostólica Romana desde 19 de Janeiro de 1958 era formado em Filosofia pela Universidade Federal do Piauí e em letras pela Universidade Estadual Vale do Acaraú. Participou de vários cursos de extensão nas áreas de Língua Portuguesa, Antropologia e Psicologia.

Foi vigário da Paróquia de São Francisco de Assis da Cruz em 6 de Abril de 1958 onde ficou por sete anos e cinco meses.Assumiu a paróquia de Nossa Senhora da Conceição em 5 de Setembro de 1965,após o falecimento de Mons. Sabino de Lima Feijão.Mons. José Edson Magalhães deixa uma grande lacuna tanto na parte de evangelização como no social.

TERÇO

Ás 17:00 hs haverá o terço em intenção do Mosenhor Edson Magalhães.

MISSA 


Hoje ás 19:00 haverá missa de corpo presente na Igreja de Nossa Senhora da Conceição.

SEPULTAMENTO

O Sepultamento do Mons. José Edson Magalhães, será realizado, amanhã, ás 9:00 hs. na Igreja Matriz de Acaraú. 0nde o corpo está sendo velado.

Com informações da Rádio Difusora Vale do Acaraú


ACARAÚ: Ibama devolve toneladas de atum apreendidas após proprietário apresentar licença para a pesca

 
O Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) apreendeu, na manhã desta segunda-feira (29), na cidade de Acaraú, distante 220 quilômetros da Capital cearense, um barco com quatro toneladas de atum – uma das espécies de peixe mais importantes do ponto de vista pesqueiro. No entanto, horas depois da apreensão, o proprietário da embarcação entrou em contato com o Ibama e apresentou a licença para a pesca. Assim, todo o material – que era carregado em um caminhão com direção a Fortaleza – deverá ser devolvido.

Inicialmente, o Ibama informou que o barco, denominado Iara, era de cidade de Natal e pescava sem estar licenciado junto ao órgão competente. O pescado estava previsto para chegar a Fortaleza por volta das 15 horas de hoje e seria doado a instituições de caridade.

SAÚDE DA TROPA: Desgaste, insatisfação e "greve branca" na Polícia Militar


O discurso é de quem está prestes a explodir. ``Ninguém aguenta mais``, desabafa o policial militar. Depois de 12 anos trabalhando como PM, a jornada de 48 horas semanais pesa. Ele é soldado do programa Ronda do Quarteirão, no chamado turno C, que vai das 22 às 6 horas. A folga é somente aos sábados. ``É desgastante. Pedi férias e não queriam conceder. Só me deram porque pressionei. Disse que iria tirar uma LTS (Licença para Tratamento de Saúde)``, diz.

O policial comenta que, muitas vezes, a categoria recorre a recursos como esse para conseguir descansar e se tratar. Além das licenças, pedem atestados médicos ou doam sangue no Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce), ato que dá direito a uma folga de 24 horas. Ele mesmo já pediu uma licença médica. ``Na época, estava com problemas financeiros e conjugais. Emagreci, fiquei debilitado, no limite.``

Na última sexta-feira, 26, O POVO mostrou que, somente este ano, a Coordenadoria de Perícia Médica do Governo do Estado concedeu 1.146 licenças médicas a policiais militares no Ceará, uma média de 15 por dia. Como o efetivo é reduzido, o afastamento temporário desses policiais acaba dificultando o fechamento das escalas de PMs que trabalham nas ruas.

O PM ouvido pela reportagem confirma que há policiais fazendo ``greve branca``. Mas ele lembra que não se trata de ``fazer corpo mole``. ``As pessoas que fazem isso ficam marcadas na Companhia (de policiamento) como profissionais que não querem trabalhar. Mas não é isso``, explica. Segundo ele, é a insatisfação da categoria que leva os policiais a tomarem essas medidas.

Além do salário considerado baixo e da escala de trabalho (seis por um), há outras questões que desmotivam a categoria. ``É a falta de estrutura, de assistência. Praticamente não se tem curso de reciclagem. Eu mesmo só dei 11 tiros em treinos e já estou há 12 anos na PM. O policial vai para a rua despreparado``, reclama.

Psicológico

O estresse acaba causando desgaste físico e psicológico. ``A profissão de policial militar por si só já é muito estressante, independente do salário, da escala de trabalho. Eles lidam com o risco de morte. Isso gera ansiedade, preocupação``, lembra a psicóloga Danielle Sales, da coordenadoria do Centro Biopsicossocial (CBPS) da PM no Ceará. Ela lembra que é recorrente o atendimento a policiais com depressão, síndrome do pânico, entre outros transtornos.

``A ansiedade acaba gerando problemas em casa. Tem colegas que até se separaram da mulher``, comenta o policial, que é casado e pai de dois filhos. Ele mora na periferia de Fortaleza e sustenta sozinho a família. ``A única alternativa é morar na favela, perto do traficante. O que nos obriga, muitas vezes, a ser omisso. A baixar a cabeça para muita coisa que vemos.``


E-Mais


O despreparo dos policiais foi reconhecido pelo próprio secretário da Segurança em matéria publicada no O POVO em outubro do ano passado. ``Tem policiais que não sabem manusear uma arma``, disse.

O Governo pretende resolver o problema do despreparo dos policiais com a nova Academia de Segurança, que está sendo construída e contará com dois estandes de tiro e cidade cenográfica. A previsão é que fique pronta ainda este ano.

O Centro Biopsicossocial da PM foi inaugurado em novembro de 2009. Há uma psicóloga para atender toda a demanda. A promessa é que o número de profissionais será ampliado.

O salário-base do PM no Ceará é de cerca de R$ 1.300. O efetivo é de 15 mil homens na ativa.

Em maio de 2008, o governador Cid Gomes encaminhou para a Assembleia Legislativa uma lei estadual garantindo que enviaria um projeto de lei, no prazo de 180 dias, dispondo sobre o Regime de Trabalho Semanal dos militares da PM e do Corpo de Bombeiros.

O prazo foi descumprido e o deputado estadual Heitor Férrer (PDT) entrou com uma representação no MP.


SAIBA MAIS

52 PMs estão sendo investigados por falsificação de documentos e falsidade ideológica. Eles teriam apresentado atestados forjados para não trabalhar no Carnaval.

Na quinta-feira, 25, foi aberto um inquérito para apurar o caso. Os PMs podem ser condenados à prisão e até ser excluídos da PM.

O POVO entrou em contato com o Centro de Controle Externo da Atividade Policial, do Ministério Público Estadual. De acordo com a assessoria, nenhuma denúncia chegou ao órgão e também não há investigação nesse sentido.

A Licença para Tratamento de Saúde (LTS) é diferente do atestado médico. Esse último é para afastamento de até três dias e não precisa passar pela perícia médica.

Em 2009, foram concedidas 5.676 licenças médicas a PMs no Ceará. A média é a mesma deste ano: 15 por dia.

Fonte: Jornal O POVO

domingo, 28 de março de 2010

SEMANA SANTA: Bênção, missas e procissão no Domingo de Ramos em Acaraú


Acenando com ramos, a multidão o aclamava ``Rei dos judeus``, ``Hosana ao filho de Davi``. Foi saudando o ``Messias, o libertador``, que o povo recebeu Cristo em Jerusalém, esperançoso de libertação política e econômica imposta pelo governantes romanos. Essa passagem das Sagradas Escrituras é lembrada neste domingo, 28, celebrado pelos cristãos católicos como Domingo de Ramos.

É a abertura oficial dos ritos litúrgicos da Semana Santa. As paróquias da Arquidiocese de Fortaleza vão lembrar a data com procissões e missas pela manhã e à tarde. O arcebispo da Capital, dom José Antônio Aparecido Tosi Marques, vai participar da procissão que sairá às 8 horas da Igreja do Cristo Rei, na Aldeota, seguindo até a Catedral Metropolitana. Antes de iniciar a caminhada dos fiéis, dom José Antônio abençoará os ramos e, na Catedral, presidirá a concelebração eucarística com início previsto para as 9 horas.

``Neste Domingo, aclamamos Jesus como o Messias que vem realizar as promessas dos profetas e instaurar definitivamente o Reino do Deus da vida: justiça para os pobres e marginalizados; participação de todos nos bens e na construção da sociedade; convivência fraterna na partilha; paz entre as nações; diálogo aberto e sincero entre as culturas. Jesus é aclamado Rei e se entrega para a sua morte``, explica o padre Raimundo Nonato de Oliveira Neto.

Pároco da Igreja de São Vicente de Paulo, no bairro Dionísio Torres, ele lembra que no Domingo de Ramos, início da Semana Santa, proclamamos dois Evangelhos: o que se refere à festa dos judeus com a chegada de Cristo em Jerusalém e o que relata a Paixão de Jesus com o seu julgamento e condenação à morte na cruz.

O vice-presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Regional Nordeste I, dom José Haring (bispo de Limoeiro do Norte), ressalta ainda os três momentos da celebração deste domingo: a bênção dos ramos, a procissão (lembrando a chegada de Cristo a Jerusalém) e a Paixão. É a preparação para o momento da Páscoa.

Secretária da Paróquia de Nossa Senhora das Dores, no bairro Otávio Bonfim, Lúcia Maciel diz que não perde as celebrações da Semana Santa, a partir do Domingo de Ramos. Muitos viajam, saem da cidade para se divertir e esquecem das celebrações. Para mim é muito importante participar de todos os momentos``, disse.


PROGRAMAÇÃO

Catedral Metropolitana (Centro) - 9 horas - chegada da procissão de ramos e concelebração eucarística presidida pelo arcebispo dom José Antônio.

Paróquia de Nossa Senhora das Dores (Otávio Bonfim) - 6h30min, 17 horas e 19 horas - missas.

N.S. de Fátima - 7h, 9h, meio-dia, 17h e 19h - missas dos ramos.

Paróquia de N.S. de Nazaré (Montese) - 16h - Procissão e bênção. Missas às 8h, 16h30min, 18h e 19h30min.

Paróquia de São Vicente de Paulo - 8 horas & Bênção, procissão e missa. Outras missas: 11h30min, 17h30min e 19h30min.

Paróquia do Cristo Rei - 8 horas - bênção dos Ramos pelo arcebispo dom José Antonio e procissão para a Catedral. Haverá missas às 11h, 17h e 19h. 

Interior

Paróquia de Nossa Senhora da Conceição em Acaraú - Missa de Ramos, bênção dos Ramos pelo Monsenhor Edson Magalhães e procissão para a Matriz.

Com informações do Jornal O POVO

LOTERIA: Mega-sena acumula e prêmio pode chegar aos R$ 30 milhões

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 1.165 da Mega-Sena, sorteadas na noite deste sábado (27), em União (PR). A Caixa Econômica Federal (CEF) estima que o próximo sorteio, na quarta-feira (31), terá um prêmio de R$ 30 milhões.



As dezenas: 20 - 40 - 42 - 52 - 54 - 60.

A Quina premiará 70 apostas com R$ 31.855,07. Outras 3.923 apostas acertaram a Quadra e ganharão R$ 812,00 cada uma.

ENTREVISTA: Carlos Epp, vamos mudar a cultura do leite no Baixo Acaraú


Sem terras para ampliar sua atividade, os jovens pecuaristas do Paraná, filhos dos migrantes europeus, tomam o rumo do Nordeste. Liderados por Marcos Epp, 38, descendente de alemães, eles chegarão ao Ceará para praticar pecuária de alto padrão

O que veio fazer no sertão do Ceará um grande empresário pecuarista do rico Estado do Paraná?

Há um potencial muito grande no Nordeste, especialmente no Ceará. Há aqui um potencial de produção de frutas e de hortaliças, mas há, também, um potencial maior ainda na área da pecuária para a produção de leite.

Mas o que, além do avião, transporta para cá o interesse do pecuarista paranaense?

O Paraná é um Estado bem estruturado, bem desenvolvido, mas cada vez mais limitado. O custo de produção no Paraná elevou-se demais nos últimos anos, principalmente em termos de área. O custo da área, da terra, está muito alto. No Ceará, o preço das áreas é relativamente baixo. Outra coisa que favorece muito a produção aqui no Nordeste é o fato de a região ter sol intenso, calor e umidade o ano todo. Se, por um lado, pode faltar a chuva, o fato de ter o sol o ano inteiro é um grande ponto a favor para a produção de leite, que usa, no caso, a produção de forragem. Então, o grande ponto está no potencial de produção de forragem que existe aqui no Ceará pelo sol.

Realmente, o preço da terra no Ceará é barato. Aqui, um hectare custa R$ 3 ml; no Paraná, R$ 30 mil. É isso o que atrai o seu interesse e o interesse dos seus colegas pecuaristas paranaenses?

Com certeza, porque mesmo essa área de R$ 30 mil que existe no Paraná é uma área já difícil de adquirir, sendo que aqui, além de existir a área, ela ainda é de fácil aquisição. E mais: em algumas situações, a área está irrigada com o ponto de água já instalado disponível para o produtor que vai iniciar a produção. E a rede de energia está à porta.

A sua presença aqui é o primeiro passo para a vinda dos pecuaristas paranaenses para o Ceará?

Sim. Faz pouco tempo, o Zuza (de Oliveira, diretor de Agronegócio da Adece) esteve lá no Paraná com um grupo de técnicos, divulgando o trabalho que o Governo do Ceará empreende para desenvolver sua infraestrutura, o que favorece a vinda de empreendedores de outros estados. Na nossa região, pelo fato de ter já uma cultura de produção de leite e de ter muitos produtores que hoje não têm mais como aumentar sua produção, o Ceará passou a ser visto como uma opção muito interessante para nós, abrindo boas expectativas para a produção leiteira. É uma questão de vir aqui agora para avaliar a situação e dar os passos seguintes. Este é realmente o primeiro passo para aproveitar o real potencial que existe aqui.

O senhor visitou alguns perímetros irrigados, como o do Baixo Acaraú. É possível repetir aqui uma pecuária de alto padrão como a do Paraná, em que se obtém a média de 30 litros de leite por vaca/dia?

Eu diria que nós temos que, talvez, olhar as coisas um pouco diferentes. Lá, nós produzimos leite de alto padrão, de alta qualidade, de forma bastante intensiva por animal. Aqui, existem as mesmas condições de produzir leite de alta qualidade e com alta produtividade, mas com produtividade maior por área. Aqui, talvez a produção por animal não seja tão grande, mas, pela condição que você tem de aumentar muito mais a lotação por área, você consegue, no final da conta, uma produtividade por área maior do que no Paraná. Esse potencial existe: uma capacidade de produção por área, por hectare, maior do que no Paraná.

O senhor conhece outros pecuaristas paranaenses que também têm a idéia de se transferir para cá para tirarem proveito dessas vantagens comparativas?

Conheço. Há produtores jovens de nossa região que já manifestaram o interesse de buscar outras alternativas e o Ceará é uma opção, com certeza. O que acontece na nossa região é que muitos filhos de produtores não têm mais condições de fazer as suas unidades de produção. Então, ou eles continuam produzindo junto com seus pais, ou acabam talvez até saindo da atividade, em função da falta de área para a sua atividade. É por isso que existe o interesse de buscar outras regiões, como o Ceara, para se instalar e produzir leite.

Os filhos de produtores a que o senhor se refere são filhos de migrantes?

São, sim. A nossa região é formada por comunidades de origem alemã e holandesa, com a cultura de produção de leite trazida de várias gerações e que querem manter essa atividade como a principal.

Qual é essa região?

É a região dos Campos Gerais do Paraná. Fica a 130 Km de Curitiba, no entorno de Ponta Grossa, que inclui os municípios de Palmeira, Carambeí, Castro, Tibagi, Campo Largo e Arapoti.

Lá, as cooperativas de produtores de leite têm grande importância. Como elas se organizam e como elas atuam?

O cooperativismo na nossa região fez uma diferença muito grande desde quando as comunidades se instalaram. Por meio do cooperativismo, criou-se um trabalho de união em torno de um objetivo comum, em função do que se obteve muito êxito. Grande parte do êxito que existe hoje nas comunidades em termos de produção e de organização social é resultado das cooperativas que existem lá.

Entre esta conversa e a chegada dos paranaenses ao Ceará passará muito tempo?

Eu espero que não. O que tem de ser levado em consideração, quando se fala em produção de leite, é que a instalação de uma produção leiteira é complexa, envolve um pouco mais do que uma atividade de agricultura comum. Um agricultor pode vir aqui e passar a produzir durante dois, três, cinco anos. Se mudar de ideia, ele pode ir para outra região ou pode parar sua atividade. O produtor de leite, não. A partir do momento em que ele decidir produzir leite em uma região, ele vai montar toda a sua estrutura de instalações, que vai desde a sala de ordenha, instalação para trato, ele organiza toda a propriedade dele para a produção de leite de uma forma bastante definitiva. Então, ele tomará essa decisão no momento em que tiver a segurança de que, nos próximos 50, 100 anos, ele vai poder produzir esse leite. Essa questão tem de ser clara. Quando ele vem, ele vem para ficar muito tempo.

Qual é a relação dos pecuaristas paranaenses com a indústria?

A relação com as indústrias é boa, mas ao mesmo tempo é bastante positiva também comercialmente. Hoje, o produtor se preocupa em produzir o leite e cuida da porteira pra dentro. A comercialização da produção é feita pela cooperativa, que capta o leite de todos os produtores, centraliza essa produção, leva-a à plataforma, "cifa" o leite e leva para a indústria que lhe pagar o melhor preço pelo produto.

Ou seja, é bom ter várias indústrias?

Com certeza. As diferentes indústrias de beneficiamento operando no mesmo local favorecem, e muito, ao produtor. É o fato de termos várias indústrias, como acontece hoje na nossa região, que valoriza o preço do leite do produtor. Você ser refém de uma única indústria só pode ser complicado, porque o produtor tem de ser remunerado com base no seu custo. É uma coisa natural de qualquer negocio: quanto maior a concorrência entre os compradores, melhor para o produtor.

Aqui, temos duas grandes indústrias: a Betânia e a Danone, cuja fábrica está sendo modernizada para operar de novo. O senhor as conhece?

A Danone é uma compradora de leite de nossa cooperativa. Temos um bom relacionamento com a Danone e seria uma segurança a mais ter a Danone instalada aqui no Ceará. Quanto à Betânia, tenho ouvido falar bem dela, tenho visto seus produtos nos seus supermercados, tenho boa impressão da Betânia, mas ainda não conheço a indústria em si.

Bem, daqui a pouco, na atividade da pecuária no Ceará, poderemos ter jovens empresários como o senhor, filhos de migrantes alemães, holandeses e poloneses, não é assim?

É possível, sim, porque a nossa região tem comunidades de origem europeia que têm essa cultura de produção leiteira que podem vir para cá.

E virão ainda neste ano?

É uma decisão bastante importante. Precisamos amadurecer esse contato, esse conhecimento. Mais pessoas precisam vir aqui para entrar em contato, perceber de forma bem evidente o potencial que existe aqui e isso acredito que será uma coisa natural.

Com que rebanho os senhores pretendem produzir leite no Ceará. Com o holandês, o Gir ou o Nelore?

A raça holandesa que nós temos lá no Paraná é de origem europeia e bastante apurada em termos de produtividade de leite. Aqui no Ceara, a região é de mais calor. Neste caso, teríamos de usar ou um gado cruzado entre o holandês e alguma outra raça zebuína, ou fazer algum outro cruzamento que o torne um pouco mais resistente ao calor, o que é perfeitamente viável.

A Embrapa pode ajudar?

Com certeza. A Embrapa é uma instituição que trabalha muito bem nesse sentido e poderia nos ajudar a desenvolver essa nova raça.

Uma nova pecuária

Carlos Epp

Conselheiro da Associação Paranaense dos Criadores de Gado Holandês

"No Ceará, o preço das terras é relativamente baixo e o sol da região ajuda a desenvolver a pecuária"

"Há produtores jovens do Paraná interessados em outras alternativas e o Ceará é uma opção"

"Grande parte do êxito da pecuária do Paraná deve-se à boa ação das cooperativas de produtores"

"Diferentes indústrias de beneficiamento operando na mesma região só favorece ao produtor"

FIQUE POR DENTRO

Ajuda de quem sabe

A ideia foi do diretor de agronegócios da Adece, Zuza de Oliveira. "Lá no Paraná, a pecuária, por falta de terras, está impedida de crescer. Por que não trazê-los para o Ceará?", pensou ele. Em novembro do ano passado, Zuza viajou a Curitiba, reuniu-se com pecuaristas e diretores das cooperativas de produtores da região de Ponta Grossa, apresentou-lhes o cardápio de vantagens que o Ceará oferece, incluindo terra barata e de boa qualidade, além da água. E os convidou a conhecer os perímetros irrigados do Dnocs. Carlos Epp, um dos líderes do agronegócio do leite do paraná, veio em nome de todos. Gostou do que viu e diz nesta entrevista que os jovens empresários da pecuária paranaense querem, como ele, uma nova fronteira para desenvolver a sua atividade, que é de alto padrão e sustentada por cooperativas, cuja relação com a indústria é muito boa. Por falar em indústria de beneficiamento de leite, Epp afirma que "quanto mais cooperativa, melhor para o produtor", que pode ter melhor preço para a sua produção e para o seu trabalho. Se tudo der certo, os pecuaristas paranaenses estarão aqui até o fim deste ano. A Adece promete toda a ajuda.
 

ACARAÚ: A arte de criar o belo


FAZER RENDA NO LITORAL OU NO SERTÃO DO CEARÁ É OFÍCIO E, ACIMA DE TUDO, ARTE. NA SEGUNDA EDIÇÃO DA SÉRIE "MÃOS QUE FAZEM HISTÓRIA", O EVA MOSTRA A TRADIÇÃO DAS RENDAS DE BILRO, LABIRINTO E FILÉ, PASSADA, QUASE SEMPRE, DE MÃE PARA FILHA

Com muita paciência e habilidade, as rendeiras criam, nas almofadas ou grades de labirinto e filé, peças de extrema delicadeza. Somente o amor ao trabalho justifica tanta dedicação, pois a "renda", agora com significado financeiro, na maioria das vezes, não compensa .

O som dos bilros ecoa mais forte em localidades de Aquiraz, Cascavel, Beberibe, Pindoretama, Trairi e Acaraú. Rendeiras como Francisca, Mestra da Cultura, Neci, Santa e Zeta abriram as portas de casa ou locais de trabalho para nos revelar suas vidas.

Durante a prosa, demonstravam, com orgulho, o complexo emaranhado dos fios na almofada. Difícil aos nossos olhos, porém simples pelas suas habilidades naturais.

Tão fascinante quanto a renda de bilro é o labirinto. Precisamos ficar atentas para entender como essas mulheres, num desafio à paciência, transformam o tecido, nu e cru, no belo. É tradicional nas praias de Aracati, Icapuí, Beberibe e Cascavel.

De sorriso largo e coração aberto, dona Bia, de Majorlândia, é um raro exemplo de persistência nesse ofício. Maria de Lourdes, em Icapuí, com espírito renovador, faz labirinto utilizando a juta. Teté, de Canoa Quebrada, aos 94 anos, resiste à modernidade da pacata vila de pescadores de outrora. É até atração turística. Para nossa surpresa, conhecemos em Araripe, no Cariri, Toinha, que tem o labirinto como uma das ocupações.

Embrenhando-nos pelo sertão, chegamos ao Vale do Jaguaribe, onde homens e mulheres produzem o filé. Na Serra dos Bastiões, em Iracema, um dos resquícios de quilombola do Ceará, encontramos dona Sinhá. Sua especialidade é fazer tela, a base para os pontos do filé.

No entanto, é em Fortaleza onde mora Perpétua Martins, responsável pela reinvenção dessa renda com linhas coloridas e design contemporâneo.

GERMANA CABRAL / CRISTINA PIONER

EDITORA / REPÓRTER
 

sábado, 27 de março de 2010

MUNDO LOUCO: Bêbado, homem é preso acusado de tentar ressuscitar gambá


Visivelmente alcoolizado, o norte-americano Donald Wolfe, de 55 anos, foi preso na última quinta-feira (25) em Punxsutawney, no estado da Pensilvânia (EUA), acusado de tentar ressuscitar um gambá.

O policial Jamie Levier afirmou que várias testemunhas viram Wolfe perto do animal na quinta-feira ao longo da rodovia 36 em Oliver Township, que fica a cerca de 105 quilômetros de Pittsburgh.

O agente contou que uma pessoa relatou ter visto Wolfe ajoelhado diante do animal e gesticulando como se estivesse realizando uma sessão espírita. Outro afirmou que viu o suspeito tentando fazer respiração boca-a-boca no gambá.

De acordo com Levier, o animal já estava morto há algum tempo.

Fonte: Globo.com

VESTIBULAR: Uece recebe pedido de isenção da taxa do Vestibular de 2010.2


Atenção estudantes de Acaraú e região que pretendem prestar vestibular 2010.2 na UECE e desejam se isentar da taxa de inscrição, é que a partir da próxima semana, a Universidade Estadual do Ceará (Uece) recebe as solicitações de isenção da taxa de inscrição ao Concurso Vestibular para ingresso nos cursos de graduação no segundo semestre deste ano.

As solicitações podem ser feitas nos dias 29, 30, 31 e 5 de abril e os interessados devem se dirigir a Comissão Executiva do Vestibular no Campus do Itaperi, no horário das 8 horas às 17 horas, ou às Unidades da Uece no Interior do Estado (Quixadá, Tauá, Limoeiro do Norte, Crateús, Iguatu e Itapipoca), no horário de funcionamento da unidade.

A primeira fase do Vestibular 2010.2 está prevista para acontecer dia 27 de junho, das 9h às 13h, com uma prova de Conhecimentos Gerais, (Língua Portuguesa, Língua Estrangeira, Geografia, História, Matemática, Física, Química e Biologia), de múltipla escolha. A segunda fase acontece nos dias 18 e 19 de julho, com a realização das provas de redação e três específicas.

Com informações do Portal UECE

PDE: Seis novas escolas técnicas no Ceará


Com a expansão da rede federal de educação profissional e tecnológica, o Ceará esta para ganhar seis  novas escolas técnicas, das 150 que serão implantadas em todo o Brasil até o final de 2010. As unidades estarão vinculadas ao  Instituto Federal do Ceará – (IFCE).

Acaraú, Sobral, Quixadá, Canindé, Limoeiro do Norte e Crateús serão as cidades-pólo. Em Acaraú, terão prioridade as da pesca, agricultura e turismo. Em Sobral, que abrange a mesorregião noroeste do estado, os cursos serão voltados para a indústria, o comércio e o turismo. Em Quixadá e Crateús, nos sertões cearenses, o foco será a agropecuária. Canindé, ao norte, contará com cursos nas áreas de ovinocaprinocultura.  Limoeiro do Norte, na mesorregião do Jaguaribe, será contemplada com cursos sobre fruticultura, artesanato e agricultura.

Hoje, além do IFCE, o Ceará conta com quatro unidades de educação profissional e tecnológica — duas escolas agrotécnicas federais (EAFs), no Crato e em Iguatu, e duas unidades de ensino descentralizadas (Uneds), em Cedro e Juazeiro do Norte. 

Com informações do Portal do MEC

FARRA DA EMANCIPAÇÃO: Pleito pela emancipação sobe para 45 distritos

ACARAÚ. Aumenta para 45 a quantidade de distritos que solicitaram pedidos de emancipação. De acordo com a Comissão de Triagem, Elaboração de Projetos e Criação de Novos Municípios da Assembleia Legislativa do Ceará (AL), os pedidos ainda podem ser entregues, não havendo prazo final para este tipo de solicitação. Enquanto isso, a primeira fase para qualificar os distritos aptos a serem emancipados será concluída na próxima semana, quando o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) indicará quais deles possuem um mínimo de oito mil habitantes, um dos requisitos para o processo.

No entanto, o presidente da Comissão, Luiz Carlos Mourão Maia, indica que nem todos estão aptos para a fase seguinte. "Acho que de 15 a 20 distritos possuem mais de oito mil habitantes. Depois iremos verificar, junto à Receita Federal, a viabilidade econômica de cada um deles", afirma Mourão, completando que a Assembleia Legislativa não pode se negar a receber um pedido de emancipação, mesmo que o distrito não atenda aos requisitos mínimos exigidos no referido processo.

Na próxima terça-feira, à tarde, haverá mais uma reunião com a comissão na AL, no intuito de verificar os projetos aptos a continuarem no processo de emancipação. Mourão explica que, geralmente, a proposta de criação de novo município é elaborada pelas comunidades. Segundo ele, o processo "mais difícil" é a realização de um plebiscito, pelo qual a população de cada distrito votará se está a favor ou contra a emancipação.

Por conta disso, o processo é demorado até chegar à finalização dos projetos e a emancipação das novas cidades. Os requisitos de cada distrito a ser emancipado incluem, principalmente, os recursos financeiros que manterão o gerenciamento do novo município, como os repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), recursos do Estado e, ainda, a contribuição fiscal do próprio município.

O conhecimento da população também é imprescindível. De acordo com o artigo 5º da Lei Complementar Nº 84, o processo de criação de novos municípios só terá início mediante requerimento de deputado ou de entidade, por meio de Projeto de Iniciativa Compartilhada e ainda ser assinado por, no mínimo, 100 eleitores domiciliados na área territorial. Além disso, os distritos devem ter, do total de habitantes, 40% formado por eleitores.

Santa Felícia

Entre os 45 distritos que buscam emancipação, está o de Santa Felícia, que numa fusão com o distrito de Santo Antônio, reivindica desmembramento de Acopiara. O protocolo de intenções de ambos, de forma conjunta, data do dia 4 de fevereiro deste ano. A entrega da solicitação junto à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Ceará, pedindo emancipação para Santa Felícia e Santo Antônio foi feita pelo subcoordenador geral da Associação do Movimento Emancipalista de Santa Felícia e Santo Antônio (AMESFSA), Francisco Edson de Oliveira, conhecido por "Edinho".

"O novo município nascerá com características geográficas e econômicas que o colocará na lista dos grandes municípios cearenses", assevera. Economicamente forte, o distrito de Santa Felícia é conhecido como grande produtor de arroz da região, além de apresentar uma produção de leite que tem se tornado uma das principais fontes de renda do distrito. Santa Felícia destaca-se também como fonte de geração de renda nas áreas de piscicultura e apicultura. Não se pode esquecer que a região de Santa Felícia é dona de grandes reservatórios de água, que facilitam e sugerem a produção com o uso do processo de irrigação.

"Mas apesar desses pontos positivos e animadores, a região de Santa Felícia ainda enfrenta determinados problemas que só a emancipação poderá resolver", ressalta. Segundo o subcoordenador geral da Associação, o principal desses problemas é a grande distância (40 quilômetros) que separa o distrito da sede do município. "Apesar de ser um grande administrador e apresentar boa vontade em relação ao povo de Santa Felícia e região, o prefeito Antônio Almeida Neto tem dificuldades com a distância e os parcos recursos que são insuficientes para serem distribuídos dentro de um município tão grande, como é o caso de Acopiara", enfatiza Oliveira.

O outro fator que preocupa o subcoordenador da Associação é a impossibilidade de se saber qualquer número relacionado com a renda da região. A ausência de órgãos que fiscalizem e acompanhem todo esse processo de saída e entrada de produtos dificulta até a comprovação de renda do futuro município. Segundo ele, a emancipação política trará o progresso e o desenvolvimento de Santa Felícia, resolverá os problemas da região e será a realização de um sonho acalentado por mais de 20 anos pela população local.

MAIS INFORMAÇÕES

Comissão de Triagem, Elaboração de Projetos e Criação de Novos Municípios na Assembleia Legislativa
(85) 3277.2737

SEM PREJUÍZOS


Até 20 municípios são aceitáveis

Para o assessor econômico da Associação dos Prefeitos e Municípios do Ceará (Aprece), José Irineu de Carvalho, a emancipação de novos distritos será "bem vinda" ao Estado, principalmente porque melhorará serviços básicos, como saúde, educação e meio ambiente nas localidades distantes da sede. No entanto, os 45 distritos que pleiteiam emancipação política não é considerado um número bom. Para Irineu Carvalho, até 20 novas cidades no Estado são aceitáveis.

Isso porque, como explica Carvalho, os repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) não ficarão prejudicados com esta demanda. "Vale a pena se a emancipação não ficar muito acima do que é realmente aceitável. E isso pode representar um certo ganho na eficiência dos serviços prestados à comunidade", diz. Os desafios, de acordo com o assessor econômico da Aprece, incluem a formação de uma nova estrutura, com construção de hospitais, escolas e, principalmente, no que se refere a uma nova legislação municipal, como também a organização de novos gestores. Só para exemplificar, os repasses do FPM para municípios com até 10.188 habitantes foram de R$ 3.692.004,95 (já deduzidos os 20% do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica - Fundeb), enquanto que os de ICMS foram no total de R$ 1.439.254,68 em 2009.

Assim, cada nova cidade poderá contar com os mesmos valores para pagamento de funcionários e outros serviços comunitários. "A disputa por recursos seria somente com base no FPM e ICMS e este poderá ser, caso um distrito tenha indústrias. Esta receita é quase automática. Além disso, seriam os recursos do Governo Federal que complementam o orçamento", salienta o assessor Irineu Carvalho.

Um caso emblemático, citado por Irineu, refere-se ao distrito de Jurema, em Caucaia, também pleiteando emancipação. "Caso seja emancipado, o novo município contará com uma reserva de FPM extra e não será retirado só das cidades do Estado do Ceará, mas também de todos os demais municípios do Brasil. É um ganho local, porém com base no cenário nacional", comprova ele, apostando que o processo deverá selecionar os mais aptos para a emancipação política.

REPASSE

3,6 milhões de reais foi o valor do repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) para cidades com até 10.188 habitantes em 2009, segundo a Assessoria Econômica da Aprece.


ACARAÚ

Em Acaraú, os distritos de Aranaú e Juritianha já deram entrada na solicitação de emancipação.

Maurício vieira / Marcelo Cabral
Repórter / Especial para o Regional

sexta-feira, 26 de março de 2010

CÂMARA: Oposição faz denúncias contra administração municipal de Acaraú e vereadores de situação ficam calados



Hoje, sexta (26/03), aconteceu a transmissão da sessão da câmara municipal de vereadores de Acaraú através da Difusora AM 1100 kHz,  tendo a presença dos vereadores Paulo Silveira (PHS), Edson Brandão (PCdoB), Fernando Fonteles (PSDB), Raimundo Euder (PSDB), Edilson Salgueiro (PMDB), Paulo Andrade (PMDB), Junior Mundó (PMDB), Manoel Rocha (PMDB) e Colombo (PMDB). 


Após a leitura da ata e iniciado o grande expediente, o vereador Paulo Andrade (PMDB), solicitou a palavra para fazer denúncias sobre como e aonde foi feito o investimento de 28 % do orçamento na saúde de Acaraú, a cobrança sobre a não apresentação do relatório das contas do Fundeb pelo senhor secretário municipal de educação e o estado de abandono do matadouro público municipal.

Em determinado momento, deu para se perceber o abatimento da bancada de situação que apóia o atual prefeito municipal, é que em nenhuma das denúncias proferidas pelo vereador de oposição Paulo Andrade (PMDB), os vereadores de situação se posicionaram em defesa da administração "Acaraú que o povo quer!", nem mesmo o líder do prefeito, vereador Edson Brandão (PCdoB), árduo defensor da administração do PT em Acaraú, se fez valer o direito de pedir um aparte para fazer a defesa da atual administração municipal, preferindo falar sobre o CONAE que acontecerá em Brasília e na qual ele será um dos representantes do nosso município.

E agora? Das duas, uma! As denúncias são todas verdadeiras e não se tem como questionar a verdade, ou então, existe uma crise na gestão Pedro do Cleto sem precedentes.